Alunos acompanham primeiros passos de onças nascidas em Itaipu

Estudantes da rede educacional de Foz do Iguaçu, no Paraná, puderam acompanhar na última quinta-feira (29) os primeiros passos dos filhotes de onça-pintada nascidos no início de junho no Refúgio Biológico Bela Vista (RBV), unidade de conservação da Itaipu Binacional.

Para aumentar o vínculo entre as crianças com a unidade de conservação, os nomes dos filhotes serão escolhidos pelos alunos de duas escolas municipais da cidade. Segundo o diretor de Coordenação da Itaipu, general Luiz Felipe Carbonell, a instituição fará uma pré-seleção dos nomes e convidará os alunos para visitar as onças.

O objetivo do concurso é aumentar ainda mais o vínculo das crianças com o RBV, promover a educação ambiental e proporcionar o contato com a natureza. A seleção terá duração de um mês. Os alunos poderão votar em uma urna que ficará diante do recinto das onças. A escola que tiver o maior número de votos nos nomes vencedores vai ganhar um kit com cinco computadores, para equipar ou ampliar uma sala de informática.

FILHOTES

As onças-pintadas nasceram nos dias 1º e 2 de junho deste ano e foram apresentados à imprensa no dia 27 de junho, data do aniversário de 35 anos do Refúgio Biológico Bela Vista. Na ocasião, foi feita a sexagem (processo visual para saber se são macho ou fêmea) e avaliação geral, para verificar a saúde dos filhotes. A oncinha preta, melânica como a mãe (Nena), é fêmea; a outra oncinha, pintada como o pai (Valente), é macho.

Após três meses, as onças passam bem e já podem ser expostas ao público no recinto das onças, junto com a mãe. Na última pesagem, há duas semanas, o filhote macho tinha 12 kg e a fêmea, 8 kg. Elas são alimentadas, diariamente, junto com a mãe, com 3kg de carne, quantia que será aumentada gradualmente nos próximos meses.

Esta é a segunda reprodução bem-sucedida de onças-pintadas no Refúgio Biológico da Itaipu. Em dezembro de 2016, nasceu Cacau, a primeira reprodução depois de 14 anos de tentativas. Assim como as duas novas onças, Cacau é filha de Nena e Valente. Nena chegou ao RBV em 2016, vinda de uma fazenda entre Mato Grosso do Sul e Goiás. Mais antigo, Valente chegou em 2007. Ele foi encontrado em uma fazenda entre Mato Grosso do Sul e São Paulo.

O objetivo do Programa de Reprodução da Onça-Pintada da Itaipu, é formar um banco genético vivo que permita, futuramente, fazer a reinserção desses animais na natureza. Os novos filhotes podem se tornar reprodutores e ajudar no processo de reintrodução das espécies nascidas em cativeiro.

Fonte: Agência Brasil

Compartilhe: