Alep debate impactos no PR da Operação Carne Fraca

logo-rural

Com a participação de representantes do Ministério da Agricultura, Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento, Secretaria de Estado da Saúde, Federação da Agricultura do Estado do Paraná (FAEP); da Emater; da Organização das Cooperativas do Paraná (Ocepar); da Vigilância Sanitária Estadual; da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa); e do Sindicato dos Médicos Veterinários do Estado Paraná, a Assembleia Legislativa do Paraná realizou nesta semana uma audiência pública para debater os impactos econômicos e produtivos no estado após a “Operação Carne Fraca” da Polícia Federal, que apura um suposto esquema de fraude na produção, fiscalização e comercialização de carnes, envolvendo pagamento de propina a fiscais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

O encontro foi proposto conjuntamente pela Comissão de Indústria, Comércio, Emprego e Renda; Frente Parlamentar do Transporte Rodoviário de Cargas; Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural; e do Bloco Parlamentar da Agricultura Familiar.

Na ocasião, o secretário estadual de Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara, afirmou que a Operação atingiu a boa imagem que o setor vinha construindo ao longo dos anos perante o mercado internacional de carnes e derivados, e garantiu que 99,9% das unidades de produção do estado “têm boas práticas de qualidade, controle e higiene”.

Texto: Ascom Alep

Compartilhe: