A DINÂMICA DA PREVENÇÃO


Hábitos alimentares adequados, freqüência e qualidade da higienização, associados à ausência de fatores de risco são necessários para se ter uma boa saúde bucal. Abaixo descrevemos algumas dicas importantes que devem sempre ser lembradas:

CUIDADOS COM A ALIMENTAÇÃO: A cárie é uma doença que se desenvolve a partir de dentes susceptíveis, (fracos) associados a um consumo muito alto de alimentos açucarados e também ao número de vezes por dia que se consomem esses alimentos. Portanto, doces, balas, pirulitos, refrigerantes e bolachas recheadas estão no topo da pirâmide, pois devem ter o consumo restrito.

CHUPETA E MAMADEIRA: O uso da chupeta em crianças com mais de dois anos pode ocasionar alterações nos dentes e na mordida; já a mamadeira consumida à noite enquanto a criança dorme sem a devida higienização posterior, pode provocar a chamada “cárie de mamadeira”.

CUIDADO COM O FLÚOR: A utilização do flúor deve ser feita por pacientes que têm um alto risco para as cáries. O uso indiscriminado pode provocar fluorose (manchas nos dentes), entre outras doenças. Portanto, deve ser prescrito pelo dentista, pois é um medicamento e precisa ser indicado por um profissional. Já o creme dental com flúor deve ser evitado por crianças menores de cinco anos, que não conseguem cuspir corretamente. Esses cremes contêm elevada concentração de flúor, e se ingerido frequentemente em grande quantidade também pode provocar fluorose. O mais indicado são os cremes dentais sem flúor, pelo menos até os três anos de idade.

A IMPORTÂNCIA DO HORÁRIO: A questão do horário é muito importante, pois devemos acostumar as crianças desde pequenas a terem horário para as refeições e a higienização da boca. Os hábitos regulares adquiridos serão incorporados pela família por toda a vida. É importante que os pais dêem o exemplo de uma vida mais saudável aos filhos, com bocas bem cuidadas e sorrisos naturais.

Colaboração: Dr. Wagner Destéfano

Cirurgião Dentista – CRO 10637

Compartilhe: